• Flickr - Círculo Branco
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

© 2018 by TREMA!. 

03 de junho - 19H teatro apolo

com RENATA CARVALHO 
DIREÇÃO: NATÁLIA MALLO

Renata Carvalho é atriz, professora e ativista santista com 20 anos de carreira no teatro. Sua interpretação oferece à montagem elementos de sua identidade política como travesti ao mesmo tempo em que apresenta uma Jesus brasileira, ambígua e multifacetada. Ela também é importante figura na luta pela representatividade trans nas artes, tendo sido uma voz atuante que faz apelo a artistas, produtores, curadores e instituições sobre a importância de oportunidades serem dadas a artistas trans, pelo reconhecimento de seu talento e pela ótica das questões inclusão, qualidade de representação e empregabilidade.

 

Desde sua estreia no Brasil, em 2016, a peça tem despertado grande interesse da mídia e notável adesão do público, em mais de 90 apresentações por todo o Brasil, com passagem por importantes festivais internacionais como Porto Alegre em Cena, Cena Contemporânea e FIAC. O espetáculo foi, a partir de 2017, alvo de censura e ataques transfóbicos por parte de grupos religiosos e políticos, tendo por duas vezes apresentações cancelas por liminar judicial (ambas revogadas posteriormente). Apesar da resistência e dos ataques por parte destes grupos conservadores e refratários à diversidade e à liberdade de expressão, o espetáculo segue sua peregrinação trazendo reflexão sobre temas importantes da atualidade.

 

"O que Jesus faria?", pergunta que norteia desafios morais e dilemas éticos, ganha aqui novos sentidos em um trabalho que busca promover a construção de uma sociedade mais justa e tolerante. Histórias como O Bom Samaritano, A semente de mostarda e A Mulher Adúltera são apresentadas na atualidade, e contextualizadas com a vivência cotidiana de mulheres como a atriz Renata Carvalho, travesti de 33 anos, que vive Jesus no espetáculo. 

O EVANGELHO SEGUNDO JESUS, RAINHA

DO CÉU

(SP)

SINOPSE

E se Jesus vivesse nos tempos de hoje e fosse travesti? 

O espetáculo é um ritual que traz Jesus ao tempo presente, na pele de uma travesti. Histórias bíblicas conhecidas são recontadas em uma perspectiva contemporânea, propondo uma reflexão sobre a opressão e intolerância sofridas por transgêneros e outros grupos minorizados. A peça provoca reflexão ao expor estes problemas sociais ao mesmo tempo em que emite uma mensagem de amor, perdão e aceitação. A identidade travesti é elemento chave do espetáculo, que busca a transformação do olhar diante de identidades marcadas pelo estigma e pela marginalização.

FICHA TÉCNICA

Texto: Jo Clifford

DIREÇÃO, TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Natalia Mallo

ASSISTÊNCIA DE DIREÇÃO: Gabi Gonçalves

TRILHA SONORA*: Natalia Mallo

ILUMINAÇÃO: Juju Augusta

CONSTRUÇÃO DO ALTAR: Jimmy Wong

CONCEPÇÃO DE FIGURINOS E OBJETOS DE CENA: Natalia Mallo e Gabi Gonçalves

TREINAMENTO CORPORAL: Fabricio Licursi e Gisele Calazans

TREINAMENTO VOCAL: Patricia Antoniazi

PRODUÇÃO: Núcleo Corpo Rastreado | Thais Venitt

ASSISTÊNCIA JURÍDICA: Lilian Fernandes 

REALIZAÇÃO: Núcleo Corpo Rastreado

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 18 anos

DURAÇÃO: 60 minutos